Pesquisar este blog

30 de mai de 2015

Obá - a amazona belicosa

Artista André Luiz Ferreira
Hoje, 30 de maio, é dia de Obá. Para homenagear a matriarca de Elekô, trago alguns trechos do livro OBÁ - A amazona belicosa da escritora Cléo Martins. 

Obá é a amazona padroeira da guerra, o orixá feminino do rio Obá (na Nigéria) e a a mais velha dentre as esposas do Rei Xangô. Xangô desdenha de Obá por ela ser velha, mas morre de medo dela. 
Artista: Gil Abelha
Obá é forte, destemida e dotada de um temperamento apaixonado e irascível. Obá  tem o dom de se disfarçar e de acordo com o humor do momento, pode ser uma idosa ranzinza e implicante ou uma amazona guerreira, destemida e belicosa. Obá não é vaidosa, pois despreza futilidade.

Essa yabá desconhece o medo, é prática, objetiva, leal e correta. Considerada a padroeira dos advogados que defendem causas justas. Ela ajuda as pessoas a encontrarem objetos perdidos e protege as esposas traídas.

Obá é a chefe da sociedade Elecô, maçonaria formada pelas melhores guerreiras e amazonas, ambidestras e sem polegares.

Saudação: Obá xi, Obá xirê, Obá xilê ou Oosa, oosa Obá


Deixo por fim, a letra e tradução de uma cantiga cantada para saudar Obá:


Óbá É’Lééko Aja Osi
Ajagba É’Lééko aja Osi
Oro Awô Mógbo Óbá
Ajagba É’Lééko Aja Osi


Obá da sociedade E’Leeko, guardiã da esquerda

Anciã guardiã da sociedade E’Leeko, guardiã da esquerda
O ritual do mistério é atendido por Óbá
Anciã guardiã da sociedade E’Leeko, guardiã da esquerda


E Le Lowo
Ébé Ji Elegbelegbe
Óbá Saba ô
Obá Odu Do De Re
Barin Ékó


Odu Do De Re

Barin Ékó

Poderosa e saudável

Suplicamos-lhe ao acordar em vida (girino)
Soberana que tem o poder de fazer
Soberana Predestinada a acompanhar a mulher
Viajando junto e com calma


Predestinada a acompanhar a mulher

Viajando junto e com calma

E Ji Ji Wéré

Ófá Wéré
E Ji Ji Wéré
Ófá Wéré


Acorde acorde e venha ver o bom
O arco e flecha é bom
Acorde acorde e venha ver o bom
O arco e flecha é bom

Cantiga e Tradução extraídas do site: http://casadejurema.com.br/cantigas-oba-yoruba/




Referência do texto:
MARTINS, C. Obá: a amazona belicosa. Rio de Janeiro: Pallas, 2011

2 comentários:

  1. Apesar de ser a mais misteriosa e enigmática divindade de origem nagô-iorubá, Obá integra o grupo dos dezesseis principais orixás que são cultuados nos candomblés de tradição nagô-ketu. Assim como Exú, todas as informações disponíveis sobre Obá provem de sacerdotes cultuadores de outras divindades, sobretudo Xangô. Não há registros sobre seu culto original em África, praticamente inexistente representações dessa divindade pela arte sacra africana e raros são os seus mitos. Nos levando a crer que o culto a Obá em África a muito tenha desaparecido. Logo, sua ocorrência no Brasil é um caso excepcionalíssimo. Em verdade, todas as informações sobre essa divindade são oriundas da diáspora, zelosamente preservadas ao longo dos tempos. Em raríssima representação de Obá pela arte africana (e talvez a única), uma pequena escultura confeccionada em cobre a humaniza sob a forma de guerreira, portando lança e escudo. Consta que essa escultura se fazia presente as portas da aldeia, como símbolo de proteção. Evocando, claramente seu aspecto belicoso. Outros elementos africanos que figuram como símbolos dessa divindade são a raposa e uma estrela do céu daquele continente. Contudo sobre ambos, nada sabemos.
    No Brasil e em Cuba, Obá é descrita como uma velha senhora, alusão a sua origem remota. Mas se em Cuba é considerada a protetora da família, no Brasil prevaleceu sua condição de guerreira. No entanto, em ambas tradições religiosas enfatiza-se sua intima relação com Xangô, rei mítico do Império de Oyó, Orixá vinculado a justiça punitiva através do raio e ao fogo.
    Praticamente todos os mitos relacionados a Obá narram sua convivência com o Alaafin de Oyó, na condição de uma de suas esposas. Nelas sobressaem os conflitos existentes nos haréns reais africanos do passado. Outro dado relevante nessas narrações míticas diz respeito a própria Obá, descrita como sendo a esposa menos amada pelo rei, apesar de constar como sendo uma das mais importantes. Várias suposições são sugeridas a essa questão, entre elas uma suposta esterilidade , sua avançada idade ou ausência de feminilidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Felix Marinho, obrigada por suas contribuições sempre valiosas!!! Muito Axé!

      Excluir