Pesquisar este blog

3 de abr de 2012

Manifesto Crespo

"Nosso trabalho é discutir através da estética uma questão muito delicada que é o direito do "corpo negro", ou seja o cabelo crespo é um tipo de cabelo que deve ser respeitado e valorizado de diversas formas. Por isso entendemos que a trança é uma expressão artística ancestral." Lúcia Udemezue


Antes de falar sobre o coletivo Manifesto Crespo, preciso falar como o conheci. Durante os ensaios do Ilu Obá de Min, eu contemplava a beleza de todas nós mulheres, de todas as cores, de todas as idades e de vários lugares, tocando e dançando nos finais de semana em Sampa. E na domingo agora, eis que descubro que a Lucia Udemezue, iluobástica, pertence a um coletivo chamado Manifesto Crespo. Um trabalho muito lindo de valorização da beleza e do cabelo negro.

O texto que segue abaixo é o do blog desse Coletivo, visitem a página: http://www.manifestocrespo.blogspot.com.br

"O Coletivo Manifesto Crespo, nasceu a partir de discussões sobre as diversas questões do universo da cultura afrobrasileira, suas produções artísticas e estéticas, buscando reconhecer seu valor e fortalecer a memória e a autoestima de homens e mulheres negros, numa luta pelo resgate das nossas origens - uma vez que nosso país conta com a maior população originária da diáspora africana.



O Manifesto Crespo quer promover o universo da estética negra brasileira, e também o intercâmbio com outros países da África e diáspora negra, principalmente ao que se refere à moda e produções artísticas do cabelo crespo, levando em consideração a relevante importância dessas criações, que trazem expressiva contribuição para o resgate da africanidade de um povo, mantendo vivo o modo africano de cuidar e se relacionar com o cabelo. O coletivo tem como foco central a discussão sobre como o cabelo crespo pode e deve ser encarado de uma forma criativa, fazendo com que se desmistifique a idéia de que existe cabelo ruim. O negro com seu cabelo e sua cultura são fonte de infinitas criatividades e de beleza! "


O Manifesto Crespo também está no facebook: https://www.facebook.com/#!/manifestocrespo

Nenhum comentário:

Postar um comentário