Pesquisar este blog

25 de jun de 2013

Campanha: O Amor Lança Fora Todo o Medo

Olá pessoal, tomei conhecimento desta campanha neste último fim de semana, no qual participei de uma roda de conversa com praticantes ou não de diversas religiões, preocupados/as com a crescente intolerância à diversidade. Assino, divulgo e espero que quem concorde com os princípios, tb assine e divulgue!!!


O texto abaixo foi extraído do site da KOINONIA, uma entidade ecumênica que apoio a campanha:

“O Amor lança fora todo medo” é uma campanha pública de religiosos e religiosas contra todas as formas de intolerância. KOINONIA participa da Campanha, apoia e co-promove sua ação por todos os meios, parcerias e lugares em que for possível. Cumpre com isso a sua missão de mobilizar a solidariedade ecumênica e prestar serviços a grupos histórica e culturalmente vulneráveis e em processo de emancipação social e política.
Em tempos de crescentes obstáculos à defesa dos direitos humanos, com fundamentalistas religiosos ocupando representações políticas, como retrata a eleição do deputado Marco Feliciano (PSC - São Paulo) para a presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal, é mais que oportuno, é um dever da sociedade civil, participar nessas campanhas. Assim, KOINONIA convida toda a sociedade à reflexão e ao engajamento na Campanha “O Amor lança fora todo medo”.
A ação nasceu com a participação de pessoas religiosas na Parada Gay de 2011, em São Paulo. Com o lema “O amor lança fora todo medo” líderes de diferentes tradições religiosas uniram-se, pela primeira vez, a quatro milhões de pessoas contra a homofobia. Religiosas e religiosos manifestaram respeito às diversidades.
Hoje a campanha abraça um universo maior de causas e estamos juntos contra qualquer forma de discriminação. Lutamos contra a intolerância religiosa que persegue adeptos de diversas religiões, principalmente de matriz africana, com o intuito de impedi-los de professar sua fé livremente. Acreditamos que é preciso combater o racismo diariamente. Há uma urgente necessidade de aplicação universal dos direitos e princípios relativos à igualdade, segurança, liberdade, integridade e dignidade de todos os seres humanos.
Traduzimos nossos ideais em ações de denúncia, produção de conhecimento, disseminação de informações e promoção de debates. Cremos que é preciso impulsionar cada vez mais uma cultura de direitos para que as intolerâncias sejam superadas.
Em 2013, o foco que KOINONIA abraçou para a campanha é o combate à violência contra a mulher. Queremos um mundo livre de agressões contra as mulheres, tanto física como psicológica. Dez mulheres são agredidas a cada hora. Uma morre vítima de violência a cada duas horas. Mas apenas 2% dos agressores são condenados. Os números demonstram que ações contra essa realidade são impreteríveis. A Lei Maria da Penha deve ser cumprida. Incentivar as denúncias é imprescindível. Essencial é refletir e buscar tratar as causas da violência. A violência contra as mulheres é o reflexo de uma manifestação de relações de poder historicamente desiguais entre homens e mulheres e constitui uma violação dos direitos e liberdades fundamentais das mulheres.
 
Faça a sua adesão à carta de princípios abaixo e escolha o seu foco de ação pública.
O Amor lança fora todo medo” é uma campanha aberta. As formas de participação são inúmeras e alimentam-se da criatividade para multiplicar a luta na busca pela transformação da realidade. Convidamos instituições, movimentos e pessoas a assinarem a Carta de Princípios da campanha, passando assim a fazer parte da ação.
Acreditamos que, assim como disse o líder Nelson Mandela, “ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem ou por sua religião. Para odiar as pessoas precisam aprender; e, se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar”.
É preciso ensinar a amar. O amor lança fora todo o medo. Participe!
KOINONIA Presença Ecumênica e Serviço

Carta de Princípios

A Campanha “O amor lança fora todo medo” é promovida por religiosas e religiosos e temcomo objetivo principal alertar e denunciar todas as formas de intolerâncias, promovendo a defesa dos direitos humanos e a redução dos índices de discriminação, preconceito e estigmas.
A partir da adesão individual, como instituição ou como movimento social, a campanha torna-se uma plataforma de promoção e defesa de direitos para tod@s. Os princípios contidos nesta carta estabelecem parâmetros de adesão, contribuem para o êxito das ações, definem orientações para a expansão e consolidação da Campanha.
1. É uma mobilização que se define por uma ação: ampla, geral e irrestrita, que visa alertar as pessoas contra todas as formas de intolerância e promover o respeito às diversidades sexual, de gênero, étnico-racial, geracional, religiosa, entre outras. A adesão implica na liberdade de promover ações e eventos contra a intolerância em quaisquer de suas dimensões, valendo-se das marcas e símbolos da Campanha. Portanto é possível a divulgação conjunta com diferentes logomarcas e imagens;
2. É um espaço para o aprofundamento da reflexão, o debate democrático de ideias, a formulação de propostas, a troca livre de experiências e a articulação para ações eficazes. Nesse sentido, a adesão possibilita a produção de conhecimentos e a divulgação de produtos próprios vinculados à Campanha, bem como a ampliação de articulações com vistas à ação;
3. A campanha estimula o conhecimento e o reconhecimento mútuo das entidades e movimentos que dela participam. Portanto, todas as pessoas, organizações e movimentos signatários dessa Carta de Princípios, logo da Campanha, têm o compromisso de compartilhar entre si todas as iniciativas, promoções que realizarem em prol da ação;
4. Deve atuar em ações que respeitem os direitos humanos universais, bem como a proteção do meio ambiente, da justiça social, da igualdade e da soberania dos povos. Em conformidade com este princípio, toda e qualquer atividade anti-ética e/ou ilegal e/ou violadora dos direitos humanos implicará em desligamento de qualquer signatário/a da Campanha, com imediata informação a todas as pessoas, organizações e movimentos signatários;
5. Como espaço de articulação, procura fortalecer e criar novas mobilizações nacionais e internacionais entre entidades e movimentos da sociedade, que aumentem a capacidade de resistência social não violenta ao processo de desumanização que o mundo está vivendo. Todas as dimensões nacionais e internacionais desenvolvidas para colaborar com a ação serão bem-vindas, garantidos nas mesmas, todos os princípios anteriores;
6. Não possui fins lucrativos, às organizações interessadas não será cobrada nenhuma forma de contribuição financeira. A adesão não implica em qualquer contribuição financeira das signatárias. Quaisquer captações de recursos em prol da ação podem ser feitas pelas signatárias desta carta, desde que para uso exclusivo para a ação da Campanha, e de acordo com a legislação brasileira para ações sem fins lucrativos;
7. As organizações e indivíduos participantes não estão autorizados a exprimir, qualquer decisão, declaração ou propostas de ação em nome de quaisquer das signatárias desta Carta de Princípios, ou seja, signatárias da Campanha.
A sua assinatura individual ou como instituição ou movimento desta carta é a sua adesão à Campanha. Convidamos organizações e pessoas que assinem estes princípios e divulguem a Campanha em seus veículos de comunicação.
Incentivamos a promoção de ações de produção de conhecimento sobre o tema e espaços de debates, conectados ao princípio de combate às intolerâncias.
Os materiais de divulgação produzidos por KOINONIA e publicados no site e nas redes sociais estão gratuitamente disponíveis para o uso.

http://www.koinonia.org.br/campanha_amor.asp

Nenhum comentário:

Postar um comentário